Estatuto Social

CONFRARIA TIRADENTES
MILITARES ESTADUAIS MAÇONS UNIDOS
FUNDADA EM 11/11/2009
“Eu Vi e Vivi”
Confrade Aryxaruto - In Memoriam

ESTATUTO SOCIAL

CAPÍTULO I

DA DENOMINAÇÃO

Art. 1º - A Confraria dos Militares Estaduais Maçons, denominada Confraria Tiradentes será regida por este Estatuto e terá por lema “ Militares Estaduais Maçons Unidos, expressão esta que será gravada em todos os documentos, logo após o nome da Confraria”

Art. 2º - A Confraria congregará militares estaduais maçons de qualquer posto ou graduação e de qualquer Potência Maçônica Regular estabelecida no território do Estado do Rio de Janeiro, estejam estes regulares ou não.

Parágrafo único- Os demais maçons, também pertencentes a qualquer Potência Maçônica Regular estabelecida no Estado do Rio de Janeiro, regulares ou não, que pertençam a outras categorias profissionais que não as definidas no caput deste artigo, poderão ser convidados e admitidos, na categoria de Confrades Irmãos.

Art. 3º - A Confraria Tiradentes é uma reunião de maçons, sem fins lucrativos, de direito privado, regida por este Estatuto e por normas e resoluções editadas por sua Diretoria, devendo ser reconhecida pelas Potências Maçônicas Regulares existentes no Estado do Rio de Janeiro.

 

CAPÍTULO II

DOS OBJETIVOS E FINALIDADES

Art. 4º - O objetivo da Confraria Tiradentes é congregar os maçons Militares Estaduais do Estado do Rio de Janeiro.

Art. 5º - A Confraria Tiradentes tem por finalidade

1) Promover reuniões, debates, eventos sociais e culturais, excursões e viagens, tudo com o objetivo de estreitar os laços de amizade e fraternidade entre seus componentes, propiciando bem estar e lazer a seus integrantes e familiares;

2) Promover a interação entre seus membros de forma a propiciar a troca de experiências e informações profissionais;

3) Promover a defesa dos interesses sociais e profissionais de seus integrantes através do cumprimento das legislações e direitos decorrentes dos Estatutos e leis que regem as Corporações que integram;

4) Discutir e divulgar resultados de ações judiciais ou pleitos na esfera administrativa interpostas por algum de seus membros e de interesse coletivo.

5) Manter um site, atualizado com notícias da confraria

 

CAPÍTULO III

DAS REUNIÕES E ENCONTROS

Art. 6º - As reuniões da Confraria Tiradentes serão mensais e realizadas em local previamente designado, nas terceiras sexta feira de cada mês.

Parágrafo Único - Em todas as reuniões e Assembléias da Confraria será recolhido um óbolo pelo Animador Cultural/ Mestre de Cerimônias que será conferido pelo Tesoureiro e incluído na prestação de contas e que será destinado às despesas administrativas da Confraria.

Art. 7° - A Confraria promoverá, além de Assembléias Plenas ou Festivas, Encontros, Seminários, Cursos, Palestras, Congressos e Reuniões Sociais.

 

CAPÍTULO IV

DO QUADRO SOCIAL

Art. 8º - Serão cinco as categorias de confrades:

1 - Confrades Fundadores;

2 - Confrades Natos;

3 - Confrades Irmãos;

4 - Confrades Honorários e

5 - Confrades Beneméritos e Grandes Beneméritos.

Art. 9° - Os Confrades são classificados dentre as seguintes categorias, com as seguintes especificações:

I – Fundadores – os que assinaram a Ata de Fundação, desde que sejam Militares Estaduais Maçons – (Confrades Fundadores)

II – Natos – os que se incorporarem à Associação após a Fundação, desde que sejam Militares Estaduais Maçons– (Confrades Natos)

III – Irmãos – os que sendo maçons, de forma especial forem convidados a participar dos eventos programados pela Confraria – (Confrade Irmão)

IV – Honorários – os que sendo Maçons ou não, assim forem distinguidos pela Confraria – (Confrade Honorário)

V - Benemérito e Grande Benemérito – os que sendo Maçons ou não, vierem a ser distinguidos pela Confraria com esses títulos – (Confrade Benemérito ou Grande Benemérito)

§ 1º - Para se tornar membro da Confraria, é obrigatório ser Maçom, pertencer a uma Potência Maçônica Regular no Estado do Rio de Janeiro, podendo estar regular ou não com a Potência a qual se filiou ou foi iniciado.

§ 2º - Todos os integrantes da Confraria são denominados de Confrades.

§ 3º – Poderá a Confraria admitir pessoas de reputação ilibada, comercial ou profissional, não incluídos no Art. 2º do presente Estatuto, como membros honorários.

§ 4º - Ao Confrade honorário, pessoa que tenha se sobressaído por serviços meritórios em prol da Comunidade, não serão exigidos pagamento de jóias, taxas ou mensalidades e não terão direito a voto nas reuniões da Confraria.

§ 5º - Só terão direito a votar e serem votados os Confrades Fundadores e Natos.

§ 6º - Todos os Confrades farão jus a um Diploma e a uma Carteira Social que serão entregues em datas oportunas a serem definidas pela Diretoria

EM CONSTRUÇÃO

Agenda Agosto - 2014

DIA 15 – ALMOÇO - COMEMORAÇÃO DO DIA DO MAÇOM E DO DIA DOS PAIS

Agenda Completa de 2014

Em sua vida profana registramos sua participação efetiva no Governo do Pres Juscelino Kubitscheck, de quem foi Assessor Particular, foi proprietário do laboratório que produzia o medicamento “ Um Minuto”, ajudou a fundar a rede das Pioneiras Sociais, foi Tesoureiro da Cruz Vermelha Brasileira e funcionário do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, onde se aposentou.
Leia Mais...

- Ary Charuto -

Design Ojeda_Online